Google Webmaster Tools – So GOOD !!!

Para todos aqueles que pretendem investir em nichos de mercado para ganhar dinheiro com blogs sem terem de investir grandes quantidades de dinheiro a comprar publicidade, artigos patrocinados ou mesmo em campanhas do Google Adwords, uma das formas de o conseguir é através da Otimização para Motores de Busca.

No entanto, uma das primeiras coisas que é necessária para uma boa otimização SEO é inscrever-se no Google Webmaster Tools, também conhecido como a Consola de Webmasters da Google, onde você poderá organizar e planejar corretamente as suas estratégias de SEO.

Google Webmaster Tools é uma ferramenta gratuita da Google, pensada para webmasters e blogueiros que se preocupam com o que se passa em seus sites e blogs, mas também uma ferramenta que lhe permite indexar seus conteúdos mais rapidamente, notificar a Google de mudanças realizadas em seus sites (redireccionamento 301, por exemplo) e analisar convenientemente todas as métricas e resultados orgânicos que seus sites estão conseguindo.

A home do Google Webmaster Tools é bastante simples e dá uma ideia geral do tipo de serviços que se podem encontrar por lá. Se ainda não tem uma conta na Google deverá registrar uma e então entrar na consola de webmasters para começar a adicionar os seus sites e blogs, verificá-los e otimizá-los de acordo com as boas práticas.

ADICIONAR SEU SITE

A primeira coisa a fazer depois de efectuar login no Google Webmaster Tools é adicionar seu site ou blog. Clique no botão “Add a site…” para que ele abra essa janela e você possa inserir o endereço de seu site. Depois de inserir o endereço de seu site, você terá obrigatoriamente de verificar que o site é seu. Para o fazer, você tem disponíveis 4 formas diferentes:

  • Add a DNS record to your domain’s configuration – você pode usar esta opção caso tenha acesso ao seu servidor de hospedagem para adicionar uma nova entrada de DNS.
  • Add a meta tag to your sites homepage – você pode usar esta opção caso consiga modificar o HTML de seu site (é provavelmente a mais utilizada)
  • Upload an HTML file to your server – você pode escolher esta opção caso consiga carregar novos ficheiros para o seu servidor de hospedagem
  • Link your Google Analytics account to Google Webmaster Tools – você pode usar esta opção caso seu site já tenha um código do Google Analytics confirmado e rastreando seu tráfego. Para que esta opção seja validada, você precisa ser o administrador de seu conta do Google Analytics.

PAINEL DE CONTROLO

Assim que seu site for verificado, você irá começar a ver informações sobre seu site no Google Webmaster Tools. Por vezes este processo pode demorar algumas horas, mas assim que a Google começar a escanear seu site, os dados irão começar a aparecer.

No painel de controlo você pode confirmar do lado esquerdo as “search queries” que são basicamente as pesquisas que estão trazendo mais impressões e cliques para seu site através das buscas orgânicas do Google. Do lado direito, você pode verificar os “crawl errors“, ou seja, os erros que acontecem quando o robots do Google visitam seu site e tentam indexar seus conteúdos.

Por baixo e do lado esquerdo, você pode verificar o menu “links to your site” onde é possível você ver quais os sites que estão linkando mais para seu blog e para seus conteúdos. Do lado direito, estão os menus “Keywords” e “Sitemaps” onde você pode verificar quais as palavras-chave onde seu site é mais forte (significance) e também a quantidade de páginas e conteúdos que estão sendo indexados pelo Google.

CONFIGURAÇÃO DO SITE

Para acelerar a forma como a Google vê seu site e seus conteúdos, um dos passos importantes passa por configurar corretamente seu site usando todas as opções disponíveis no Google Webmaster Tools. Se você configurar tudo, você estará ajudando a Google a indexar seus conteúdos e a acelerar o processo de indexação dos mesmos.

SITEMAPS

O menu de sitemaps é onde você poderá submeter os diversos sitemaps que seu site/blog tenha. Caso você não faça isto, é provável que a Google não indexe todos os seus conteúdos, o que significa que você estará perdendo tráfego a longo prazo. Os sitemaps não podem ter mais do que 50,000 endereços diferentes e mais de 10MB de peso. Caso isso aconteça, você terá de arranjar uma forma de repartir seu sitemap em diversos sitemaps e então submeter todos eles em separado.

Se você usa o WordPress como plataforma de blogagem, existe o plugin Google XML Sitemaps que lhe permite criar em poucos segundos um sitemap para o seu blog. Se você tem um site próprio, programado manualmente, você terá de ir no XML-Sitemaps e tentar criar um sitemap para seu site. Ambas as ferramentas são gratuitas e trabalham com o formato XML que a Google exige.

Assim que seu sitemap seja criado, você pode clicar no botão “Submit a Sitemap” para colocar o endereço URL de seu sitemap. Não se preocupe caso a Google não indexe automaticamente todos os seus conteúdos. Isso é normal, especialmente no início de qualquer site/blog. O seu objetivo deverá passar por tentar indexar o maior número de páginas possível, e uma boa forma de o conseguir é usando estratégias de link building interno e externo.

ACESSO A ROBOTS

Existem algumas páginas em seu site/blog que você certamente não deseja indexar. Podem ser áreas de conteúdo privado, RSS Feeds, secções do seu blog, etc. Se você usa WordPress, existem algumas pastas que você não devem deixar o Google indexar, nomeadamente as pastas /wp-admin/ e /wp-includes/. Usando um ficheiro Robots.txt, você pode facilmente bloquear o acesso dos buscadores a determinados conteúdos de seu site. Siga o exemplo do nosso ficheiro (em cima na imagem) e crie um para si também.

Nos separadores deste menu, você tem também disponível a opção “Generate robots.txt” que é basicamente uma ferramenta que lhe permite gerar uma ficheiro robots.txt de acordo com as normas que a Google impõe. Uma das grandes vantagens deste gerador é que você pode confirmar se seu ficheiro robots.txt está funcionando corretamente ou se você pode ventura se enganou e mandou os robots da Google embora sem indexar nenhum dos seus conteúdos.

SITELINKS

Os sitelinks são links internos de seu site que são mostrados nos resultados de buscas para as quais você é uma autoridade. Quando esses sitelinks aparecem, você é considerado uma autoridade para essa pesquisa específica. O Google coloca os seus sitelinks automaticamente, mas através do Google Webmaster Tools você tem a possibilidade de definir quais os sitelinks que pretende ou não pretende mostrar aos usuários que provêm do Google.

Tenha em consideração também que nesta secção você apenas pode definir quais os sitelinks que pretende que não apareçam, pelo que não poderá escolher aqueles que desejam que sejam mostrados.

MUDANÇA DE ENDEREÇO

Se você está procurando mudar o endereço de seu site/blog, como nós fizemos com a mudança de Fique-Rico.com para EscolaDinheiro.com, é muito importante que você notifique o Google dessa mudança, caso contrário você irá perder bastante tráfego pelo caminho.

Você pode ajudar a Google a saber dessa mudança usando 4 passos simples:

  • Set up the new site – você deverá criar seu novo site, com novo endereço e nova hospedagem. Tenha a certeza de que os conteúdos desse novo site se encontram disponíveis publicamente.
  • Redirect all traffic from the old site – um redireccionamento 301 diz aos motores de busca e aos seus usuários que os seus conteúdos mudaram permanentemente para um novo endereço.
  • Add your new site to Webmaster Tools – introduza o seu novo site no Webmaster Tools e verifique-o.
  • Tell us the URL of your new domain – nesta opção você pode especificar qual o endereço de seu novo site, dado que ele já está registrado no Webmaster Tools e devidamente validado.

OPÇÕES

Se seu site tem como objetivo rankear para um determinado país (imagine por exemplo um site deempregos), você deverá definir essa opção onde diz “target users in” e escolher o país para o qual você deseja limitar seu site. Dessa forma você poderá rankear melhor nas buscas desse país em concreto. No caso da Escola Dinheiro, como escrevemos para Portugal e Brasil, não faz qualquer sentido estarmos a sectorizar um dos países, até porque recebemos muito tráfego de espanha, angola e outros países.

Recomenda-se também que você não defina uma taxa de escaneamento por parte dos robots da Google, uma vez que os próprios robots fazem uso de um sistema de inteligência que lhes permite visitar o seu site/blog sempre que necessário. Se você por ventura definir uma taxa de escaneamento, você poderá incorrer em demasiado tráfego de robots, acabando por fazer aumentar sua fatura de hospedagem desnecessariamente.

SEU SITE NA INTERNET

Para analisar o comportamento de seu site/blog na internet, existem também muitas opções disponíveis no Google Webmaster Tools. Dessa forma, você poderá saber concretamente a forma como os robots do Google e o próprio buscador, olham para os seus conteúdos e para o seu site/blog.

QUERIES DE PESQUISA

A página de queries de pesquisa permite-lhe saber quais as palavras-chave de pesquisas para as quais você está bem posicionado, como também analisar o número de impressões que as suas páginas estão conseguindo e consequentemente o número de cliques que estão gerando em pesquisas orgânicas. Dê especial importância não só aos termos de pesquisa, como também ao CTR (click trought ratio) que essas pesquisas estão conseguindo.

Analisando o comportamento do tráfego orgânico, você poderá conseguir melhorar o CTR das buscas orgânicas, melhorando os títulos e descrições dos seus artigos, por exemplo, tornando-os mais atrativos para quem pesquisa.

LINKS PARA SEU SITE

Uma das melhores formas de melhorar os seus rankeamentos no Google é conseguindo que outros sites linkem para si. Normalmente isso acontece de forma natural se você estiver escrevendo conteúdo de qualidade que outras pessoas desejem linkar e/ou referenciar.

Nesta página, além de conseguir saber quais os sites que estão linkando para si, você pode clicar em cada um deles para saber quais as páginas e conteúdos do seu blog que estão abarcando a maior quantidade de links. Se a quantidade de novos links em seu blog não está crescendo a um ritmo constante, considere adotar uma nova estratégia de publicação de conteúdos. Escreva conteúdos marcantes e que outros usuários, blogueiros e leitores desejem referenciar nas mídias sociais e também em seus blogs.

PALAVRAS-CHAVE

Você pode saber quais as palavras-chave para as quais você pretende rankear, mas o Google estar simplesmente rankeando seu blog para outras palavras-chave. Na secção “keywords” você consegue saber concretamente quais as palavras-chave para as quais o Google está rankeando seu blog e com isso analisar e adaptar a sua estratégia de link bulding e de otimização para buscadores.

Você pode ainda ver quais as variações de cada uma dessas palavras-chave que também são relevantes para seu site/blog. Se nenhuma dessas palavras-chave forem os termos para os quais você gostaria de rankear, considere adoptar também uma nova estratégia de produção de conteúdo mais orientado para o tipo de palavras-chave que você deseja.

LINKS INTERNOS

Interligar as suas páginas internamente é uma das melhores formas de aumentar não só o número de pageviews do seu blog, como também melhorar drasticamente o rankeamento de todas essas páginas. Por exemplo, se você tem uma página estática relacionada com livros e pretende que ela rankeei melhor para o termo “livros para blogueiros”, você deverá linkar internamente para ela múltiplas vezes usando esse texto âncora (e outras variações).

A linkagem interna (link building interno) é extremamente importante na estratégia de otimização para buscadores de qualquer site e blog. Se você não linkar seus conteúdos internamente, eles não ficarão tão bem posicionados quanto se você o fizesse.

DIAGNÓSTICOS

A secção de diagnóstico é o local onde você poderá analisar todos os aspectos de funcionalidade do seu site/blog, usando as ferramentas da Google para o efeito. Se você tem malware em seu site, por exemplo, na secção de diagnósticos será possível identificar esse problema.

MALWARE

Se você tiver malware em seu servidor de hospedagem e/ou nos ficheiros do template do seu site/blog, o Google Webmaster Tools irá mostrar essa informação nesta secção. Se não tiver, será brindado com essa mensagem que mostramos em cima.

ERROS DE ESCANEAMENTO

A secção de erros de escaneamento (Crawl errors) permite-lhe saber se existem problemas de indexação com os seus conteúdos, bem como problemas relacionados com a apresentação de seu site/blog na internet e em conteúdos móveis. O erro mais comum neste tipo de análise é o erro 404 que normalmente significa que o robot do Google não conseguiu encontrar a sua página e/ou ela deixou de existir. Muitos dos erros que aparecem normalmente resultam de alterações que você efetua e que estão a surtir efeito na forma como os erros são calculados, pelo que você deve ficar atento para compreender quais os tipos de erros com que está a lidar.

Outro problema são os sites que linkam diretamente para si e/ou para conteúdos do seu site que já não existem. Isso significa que você irá receber ligações de erro porque as páginas que o Google Bot irá visitar já não se encontram disponíveis. Nesse caso, considere contatar o autor do site/blog em questão e pedir-lhe que altere o link para uma página válida.

ESTATÍSTICAS DE ESCANEAMENTO

Se você tem um blog com centenas ou milhares de páginas, é suposto que os robots do Google visitem essas páginas regularmente. Se isso não estiver acontecendo, alguma coisa está mal. Olhando para os gráficos estatísticos você consegue ter uma percepção imediata se os robots da Google estão verificando ou não os seus conteúdos. Caso não estejam, considere otimizar a frequência de escaneamento conforme vimos anteriormente.

SUGESTÕES HTML

Quando os robots da Google visitam o seu site, eles provavelmente encontram pormenores técnicos que você poderia melhorar para tornar os seus conteúdos ainda mais perfeitos. Esses pormenores não significam que os seus conteúdos não estejam a indexar corretamente, mas melhorá-los seguindo as sugestões HTML do Google Webmaster Tools poderá significa um aumento de tráfego orgânico.

O problema mais comum está relacionado com title tags e meta descriptions, que são os títulos e descrições dos seus artigos. Se todos os seus conteúdos tiverem títulos e descrições únicas, e não utilizarem títulos demasiado curtos, nem títulos demasiado grandes, em princípio você não terá de se preocupar com esta secção do Google Webmaster Tools.

PERFORMANCE DO SITE

O tempo de carregamento do seu site é um dos aspectos mais importantes a ter em consideração. Nós próprios aqui na Escola Dinheiro temos de melhorar bastante este aspecto e sabemos disso. Se o seu site for demasiado lento, é provável que o seu tráfego orgânico desça, enquanto que o seu site for rápido a carregar, é provável que o seu tráfego orgânico cresça exponencialmente.

Se você não tem ideia se o seu site é rápido ou lento, não se preocupe, o Google irá ajudá-lo mostrando-lhe o tempo médio de carregamento da sua página e compara-o com a média de outros sites da internet.

SITEMAPS DE VÍDEO

Esta secção faz parte do Google Labs, o que significa que ainda se encontra em fase de testes, mas basicamente permite-lhe criar um sitemap com os endereços dos vídeos que você tem criado e alojado em seu servidor de hospedagem, e que de outra forma o Google não conseguiria encontrar. Indexando-os através de um sitemap, você poderá conseguir indexá-los e aproveitar o tráfego referente ao Google Vídeo Search.

Leu ? Gostou ? Multiplique !!!
Atenciosamente :

Equipe Art Carioca

Fonte : www.escoladinheiro.com

Sobre Art Carioca
A Art Carioca Educacional é uma agência de Marketing Digital situada na Cidade do Rio de Janeiro. Somos focados em multiplicar o faturamento de nossos clientes através de ferramentas digitais inovadoras. Conheças os serviços que iremos prestar para você em www.artcarioca.com e deixe a Art Carioca surpreender suas expectativas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: